Sobre o Sindicato

Historico

1-) Em 16 de dezembro em dezembro de 1999, foi fundado o Sindicato dos Representantes Comerciais do Estado.do Amapá. Neste momento já havíamos feito várias reuniões para que ocorresse o inicio desta trajetória, pois iniciamos com 18 filiados, que fariam parte da primeira Diretoria da fundação, como era final de ano reiniciamos os trabalhos em 2000, que foi um ano de informações e legalização de documentos e filiação junto a Fecomércio e assim passou o ano de 2000.

2-) No ano de 2001, não foi tão diferente mas já houve uma pequena mudança, fechamos o ano com 54 representantes filiados, isto já começava a representar o inicio de um crescimento, sendo que neste mesmo ano no mês de fevereiro estive em Belém para conversar com o presidente do SINDICATO e CORE/PA- Sr. Omar Fernandes, comunicando sobre a existência do SINDICATO do AMAPÁ, que a partir daquele momento o Sindicato do Pará, não poderia mais cobrar e nem enviar boletos do Imposto Sindical, para os Representantes do Amapá, o que vinha acontecendo até antes da minha visita a Belém, neste momento dava-se inicio a uma pequena caminhada ao futuro deste Sindicato e uma mudança na Receita do Sindicato do Pará, pois o mesmo não arrecadaria mais os valores junto aos representantes do Amapá, e neste mesmo período de 2001, no mês de março, fui procurado pelo Sr. Omar Fernandes Presidente do Sindicato e Core/PA, para que pudéssemos iniciar um trabalho de filiação dos representantes no Estado do Amapá, pois com a existência do Sindicato local já era o inicio de uma grande mudança para a categoria, que neste momento já se desvinculava do Pará, e como também a futura criação de um representante local do Core/PA no Amapá.

Neste momento discutimos a proposta que tínhamos que pensar no futuro do Sindicato com a instalação futura do Core, no Amapá. No dia 01 de Maio de 2001, logo após a visita do Sr. Omar Fernandes, aqui no Estado, foi nomeado AGENTE DO CONSELHO REGIONAL DO PARÁ NO ESTADO DO AMAPÁ, através de um TERMO DE RESPONSABILIDADE.

Esta luta começou com muita dificuldade, pois não tínhamos local para se reunir, tivemos que fazer reuniões em salas emprestadas, mas o momento era único, precisávamos de um local de referência para que os representantes pudessem fazer suas inscrições do CORE em público agradecer o amigo Geraldo Pereira Lima, que era na época o Secretário do Sindicato, pelo grande trabalho prestado a nossa Entidade, contribuindo com o espaço do seu escritório em sua residência, para atender os Representantes Comerciais, fazendo assim as filiações e registros do CORE/AP, foi quando a situação começou a melhorar.

Em 2003, já houve uma grande mudança pois o Sindicato já apresentava-se com 115 ( cento e quinze) filiados, e no final do ano de 2003, fui ao Rio de Janeiro, com intuito de ir até ao Presidente do CONFERE ( CONSELHO FEDERAL) Sr. PAULO BRANDÃO juntamente na presença do Sr. Ornar Fernandes / Pará, me apresentei como Presidente do Sindicato do Amapá e como Agente do CORE-PA, no Estado do Amapá, foi naquele momento que iniciava uma nova etapa, firmando compromisso o Presidente do CONFERE, para futura instalação do CORE/AP, e ainda o Dr. Brandão colocou-se a disposição para discutir o assunto sempre que necessário.

Sem dúvida que este trabalho só dependeria de nossos esforços pois teríamos que apresentar recursos financeiros para manter um CONSELHO no Estado, claro que não poderíamos parar, tínhamos que dar continuidade ao trabalho para melhoria da classe. No ano de 2004, a Fecomercio, esta conceituada casa, nos cedeu uma sala que era compartilhada com o Sindvideo, com a instalação do Sindicato nesta sala nos deu condições de fazer um melhor trabalho junto aos nossos Representantes, sendo que o CORE, continuava no escritório do Sr GERALDO, com esta mudança conseguimos mais um objetivo no crescimento do Sindicato fechamos o ano de 2005, com 179 (CENTO E SETENTA E NOVE) representantes filiados.

Mesmo como Presidente do Sindicato e mais os membros da Diretoria, não sabíamos o certo a existência de quantos Representantes existiam em Macapá, tarefa difícil, só tínhamos uma resposta, temos que ir a busca deles, para conseguirmos o nosso objetivo: Que era buscar mais filiados para poder aumentar a receita para implantação do CORE/AP.

No final de 2005, fui a um encontro SINDICAL no RIO de JANEIRO, foi quando retomei ao CONFERE/RJ, para conversar novamente sobre a instalação do CORE-AP, neste momento esteve reunida toda a Diretoria do CONFERE, que era constituída pelo Presidente, Dr. Paulo Brandão; Dr. Manoel Afonso, Diretor Tesoureiro e o Conselho Jurídico, esta reunião levou aproximadamente 08(oito) horas, para chegarmos a um acordo que foi muito gratificante para todos nós, pois ficou decidido que a Diretoria do CONFERE/RJ, se deslocaria até a cidade de Macapá/ AP, para reunir junto aos Representantes locais e decidir sobre a abertura de uma Delegacia local, com o compromisso de um futuro CORE AP.

Como já existia uma proposta de criação da Delegacia neste Estado, conversei com o Sr. Ornar Fernandes e pedi meu afastamento do cargo de AGENTE DO CORE-PA no Estado do Amapá, vez que, já havia se passado 05( cinco) anos, que fazia este trabalho cabendo os benefícios somente para o Estado do Pará, ao retomar para Macapá, comuniquei a Diretória do Sindicato, o que ocorreu na reunião, pois ficamos aguardando por uma resposta, mas como se tratava de final de ano e o Confere/RJ, entraria de férias coletiva só nos restava aguardar, o ano vindouro.

No dia 09 de janeiro de 2006, recebi um Oficio de n° 0112006, comunicando que em março, a proposta da Instalação do CORE/AP, seria apreciada em Plenária pelo Conselho e Diretoria! CONFERE/RJ. Isto foi gratificante e nos deixou mais confiante na certeza que os trabalhados feitos junto ao CONFERE/RJ, estava surtindo efeitos positivos para a classe e passamos a discutir a inclusão de executar outros benefícios ao Representante Comercial, foi quando tivemos a iniciativa de fazer vários convênios, incluindo o SESC, SENAC, CLINICA CARDIOLOGICA, CLINICA ODONTOLÓGICA, LABRATÓRIOS DE ANÁLIZES CLÍNICA, FACULDADE SEAMA DENTRO DA PARTE MÉDICA FISIOTERÁPICA, LABORATÓRIAL, E OUTROS CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS.

E assim continuamos nosso trabalho que foi incansável, contudo a expectativa continuava com o aguardo da resposta do CONFERE, pois teriam se passado 02( dois) meses da reunião da Plenária e não tínhamos resposta, foi quando recebi um outro Oficio, datado de 08 de maio de 2006, comunicando desta vez que foi deliberado junto a Plenária do CONFERE/RJ , que se deslocariam até a cidade de Macapá, para a criação da DELEGACIA NO ESTADO DO AMAPÁ.

No dia 08 de junho de 2006, a reunião com o CONFERE/RJ, realmente aconteceu, conforme confirmado, sendo realizada neste auditório da FECOMÉRCIO/AP, às 17:00 horas do dia 08 de junho de 2006.

No ato da reunião, estiveram presente o Presidente do CONFERE/RJ, Dr. JOSÉ PAULO BRANDÃO, Dr. MANOEL AFONSO , hoje PRESIDENTE, e sua assessoria Jurídica, também se fez presente o PRESIDENTE DO SINDICATO E CORE -PA Sr.Omar Fernandes, o Sindicato dos representes Comerciais do Estado do Amapá, foi Representado por mim, como Presidente.

Nesta reunião ficou deliberada a instalação da DELEGACIA DO CORE PARA NO ESTADO DO AMAP Á, (FUTURA SEDE DO CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS DO ESTADO DO AMAPÁ), com a fiscalização do CONSELHO FEDERAL, houve várias manifestações, pelo motivo de ficarmos ainda ligado ao PARÁ, mas infelizmente não tínhamos opção, este prazo era por 12( doze) meses, que era prazo também para apresentar uma demonstração contábil de sustentabilidade da DELEGACIA permitindo ao CONFERE, transformá-la em CONSELHO REGIONAL.

A reunião teve seu encerramento às 20 horas, pois tinha a certeza de termos saído com a primeira vitória, naquele momento era só aguardar a instalação da DELEGACIA, pois o dia e local ainda iria ser definido pelo Confere.

Então no dia 13 de novembro de 2006, logo após a nossa reunião do dia 08 de junho a Diretoria do Conselho Federal, retomou a Macapá, para dar inicio a SESSÃO DE INSTALAÇÃO DA DELEGACIA SECCIONAL DO CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS DO PARÁ EM MACAPÁ CAPITAL DO AMAPÁ, sob a Presidência do Dr. JOSÉ PAULO BRANDÃO PRESIDENTE DO CONFERE, Dr. MANOEL AFONSO DE FARIAS DIRETOR TESOUREIRO CONFERE , Sr. JOÃO ANTONIO MIRANDA PRESIDENTE DO SINDRAP, MARCUS BENTES VICE PRESIDENTE DO SINDRAP e a Dra. LUCI MEIRE ADVOGADA do SINDRAP, após o PRESIDENTE DO CONFERE ter expressado seu contentamento pelo trabalho que o SINDICATO vem exercendo, e em ato solene, formalizou a INSTALAÇÃO DA DELEGACIA DO CORE NO ESTADO DO AMAPÁ, pelo período experimental de 12(doze) meses, com a responsabilidade do Sr. JORGE BRANDÃO DIBE como DELEGADO, a Delegacia está localizada na rua- Tiradentes, No.1342-A, bairro centro.

Meus amigos, não existe um CONSELHO REGIONAL se o Sindicato não estiver fortalecido e com representatividade, tínhamos apenas 12 (doze) meses, para dar uma resposta ao CONFERE, conforme proposta de manter a DELEGACIA instalada com o crescimento na arrecadação e sustentabilidade.da mesma. Para isso precisávamos de um maior desempenho da categoria regularizando a sua situação junto ao SINDICATO E AO CORE/AP, como podemos observar o ano de 2006, foi de grande mudança para todos nós e a resposta logo veio pois conseguimos fechar o ano de 2006 com 220 REPRESENTANTES filiados. No dia 16 de janeiro de 2007, recebi um terceiro Oficio 00412007, mencionando a baixa receita neste período, ressaltei, por se tratar de final de ano, as inscrições oscilavam muito, mas colocamos um objetivo para 2007, começamos uma nova jornada, as buscas de novos REPRESENTANTES COMERCIAIS, traçamos metas e desafios e obtivemos um bom resultado, conseguimos fechar 2007, com 306 filiados, já era um numero bastante expressivo, mas para chegarmos a este numero foram discutidas várias propostas de trabalho junto a Diretoria Só que no final de ano de 2007, no mês de novembro completaria 12 meses de carência dado pelo CONFERE. A onde deveríamos que mostrar o crescimento na arrecadação junto a Delegacia, Então fui ao RIO DE JANEIRO, para uma nova reunião, a onde coloquei todo o trabalho executado pela DIRETORIA deste SINDICATO, mesmo sabendo que faltava ainda mais, e que os números não eram suficiente para manter um CONSELHO.

Após com varias horas de reunião e discussão sobre o problema o PRESIDENTE DO CONFERE decidiu, que iria levar novamente para a reunião da PLENÁRIA o assunto da instalação do CORE-AP, esta reunião estava prevista para o dia 01 de abril de 2008, dia da mentira.

Não sou supersticioso, mas fiquei preocupado, mesmo assim continuamos trabalhando na espera do sim.

No dia 07 de abril de 2008, recebi um outro oficio de n° 12/2008 que dizia o seguinte: "Ilmo.Sr. JOÃO ANTONIO DA MOTA MIRANDA PRESIDENTE DO SINDRAP, cabe-nos comunicar a V.Sa. que o plenário deste CONFERE, em reunião realizada no dia 01 de abril, deliberou pela criação do CORE-AP".

Pois sim, caro amigo, neste momento posso dizer que a nossa luta durante 05(cinco) anos, não foram em vão e devo esta vitória a todos os Representantes Comerciais deste Estado, a partir deste momento deu-se inicio as solicitações das documentações exigidas pelo CONFERE, e assim aumentou nossa responsabilidade, e com isto tínhamos que dar continuidade o trabalho de base no SINDICATO,para fortalecimento do CORE-AP, passava de sonho para realidade.

Em Oito de julho de 2009, foi publicado no Diário Oficial que as Eleições do CORE-AP, iriam acontecer, foi então que o CONFERE, solicitou nossa documentação para formação da chapa que iria constituir a nova Diretoria para o CORE-AP, mas fomos surpreendido com uma Resolução criada pelo próprio Confere, resolução esta, aplicada na Eleição do Rio grande do Sul, a onde o mesmo encontrava-se em intervenção por mais de 03 (três) anos, devida essas exigências do CONFERE, não foi possível constituir uma chapa para compor a DIRETORIA, do CORE-AP e o Conselho Federal entrou com uma intervenção no Core/AP, na verdade muito embora este Ex-Presidente tenha tentado de todas as formas mudar tal situação, não obteve êxito e foi obrigado aceitar sem qualquer chance de defesa. O CONFERE, decidiu por uma intervenção durante o período de 01(um) ano, que este prazo termina no mês de julho de 2010.

Mas caro amigo, quero dizer que meu trabalho estava focado no SINDICATO, em busca de novos filiados, e novas ferramentas para oferecer aos meus colegas de profissão, mas lhe digo, tudo que se faz com amor é bem reconhecido, aqueles que criticam e por falta de conhecimento de causa ou por ignorância de saber, é que temos que perdoá-lo, porque a resposta está no trabalho que desenvolvi junto ao SINDRAP.

A prova do trabalho desenvolvido está no final de 2009, lembre-se que:

1-) No final de 2007, quando fui ao RIO, nos tínhamos somente 306 filiados;

2-) No final de 2008, apresentamos, 407 filiados, isto chama-se desenvolvimento de metas junto ao SINDRAP, crescimento no trabalho desenvolvido juntamente com a Diretoria, me orgulho da equipe de trabalho que tinha, caros colegas, resta ainda o ano de 2009, mesmo decepcionado com a não Eleição do CORE, fiquei na verdade fortalecido e mais maduro para enfrentar novos desafios, e com isto finalizamos o ano de 2009 à janeiro de 2010, com nossos objetivos alcançados, conseguimos um total de 539 (quinhentos e trinta e nove) filiados, uma meta jamais alcançada por nenhum outro SINDICATO dentro desta Federação do Comércio, isto é histórico.

 

Em um único parágrafo: * O modelo de funcionamento da diretoria. * Os cargos existentes na diretoria. * O período da gestão. * As principais bandeiras da gestão. * A disponibilidade da diretoria em ouvir a demanda do empresariado.
O Estatuto Social de uma entidade é o instrumento que materializa e dá personalidade à entidade, o documento que serve para estruturar e disciplinar o funcionamento de sindicato.
Fundado em 16 de dezembro de 1999 possui 18 membros objetivo: lutar pelos direitos dos filiados e associados.
Conheça a visão e a missão do Sindrap.
2º Encontro dos representantes comerciais do Estado do Amapá.
O foco do sindicato é mostra para a sua base as vantagens socioeconomicas de ser um representante legalizado e associado a entidade. Conheça as principais bandeiras da instituição.
Acesse o Sistema de Emissão de Guias para fazer a sua contribuição.

Sobre o Sindicato

Sindicato dos Representantes Comerciais do Estado do Amapá

  • Endereço:
    Av. Procópio Rola, 623 A - Central
  • CEP: 68900-081
  • Processo: 1096
  • Telefone(s): (96) 3225-4227
    Fax: (96) 3225-4227
  • Email contato: diretoriasindrap@gmail.com
  • Presidente:
    ADENILSON DA SILVA CAIRES